O novo luxo

A classe C é um dos grandes focos para as empresas brasileiras, já que estamos falando de um consumidor com poder de compra maior e sede em gastar esse dinheiro. Foi um salto de 42 milhões de pessoas em 2004 para 104 milhões em 2010 , que movimentam R$ 1,03 trilhão por ano. Porém,o grande desafio está em conquistar essa parcela da população que sabe bem o valor do dinheiro e se dá ao luxo de investir em certos produtos/serviços.

Podemos chamar esse novo segmento de “novo luxo”  já que o cliente não busca uma marca específica – segundo pesquisa da Franceschini Análise de Mercado,64% dos consumidores da classe C não têm nenhuma marca de vestuário na memória que esteja ligada a luxo, assim como 62% também não citaram uma loja específica – mas sim a valorização e o cuidado que ela tem para com ele. O segredo está em encantar o cliente e para isso os 4 E´s são essenciais para a conquista das sociedades emergentes. A Excelência, Estética, Experiência e Ética são trabalhadas em conjunto para aguçar o imaginário da classe C e estimular a compra, na sua maioria parcelada.

Ao meu ver, encantar o cliente é tarefa de qualquer empresa que preze pelo relacionamento e busca a fidelização deles. Dessa forma, a utilização dos 4 E´s se faz necessário pois é uma relação de respeito com o consumidor. Mas vamos à explicação de cada um deles, que podem ser aprofundados no livro Novo luxo da Editora Gente.

continue lendo »

Foto da Semana: O perfil do profissional de marketing

 

 

Imagem: Reprodução

Conheça o Bloglovin

Que a internet revolucionou a disseminação da informação todos sabem, assim como a transformação do publico em produtor de conteúdo. A blogesfera é um grande exemplo disso tudo, a quantidade de blogs atualmente é impressionante, uma forma fácil, rápida e gratuita de se fazer ouvir.
Desse mar de blogs, uma boa quantidade esta ligado ao mundo fashion, meninas que resolveram trazer o seu mundo para a rede, como Cláudia do Bowlmix.com expressou muito bem no nosso ultimo #FF. Alem da informação, o blog também é uma boa forma de ganhar dinheiro, principalmente os de moda e comportamento, dai se dá a profissão “blogueiro(a)”
Toda essa introdução vem para inserir você, caro leitor, nesse contexto para que possa acompanhar as tendências de mercado. Lembram do post sobre o site 5 minutos? Pois então, nele conteúdos de diversas revistas do grupo Abril, estão disponíveis em um mesmo espaço onde as mulheres podem personalizar e acompanhar todas as informações facilmente. E qual foi meu comentário ao final do post? -“um grande oportunidade para os blogs de moda”.
Quem acompanha os blogs de moda e comportamento mais acessados, sabe que agra eles fazem parte do F-hits, uma rede criada por Alice Ferraz responsável pela parte comercial e inserção das blogueiras nos eventos do setor. Mas e se você pudesse reunir todos os seus preferidos em uma site/aplicativo para receber as atualizações dos seus blogs favoritos? O Bloglovin chegou para preencher essa brecha! Criado na Suécia em uma garagem  por 2 jovens de 23 anos, o aplicativo permite que você acesse os seus blogs de moda favoritos pelo celular, computador e tablet. Como consumidora posso garantir que é muito pratico e facilita muito a vida de quem acompanha mais de um blog.

Tecnologia a serviço das vendas

Uma rede de supermercados, segunda maior de um país, quer dar um gás na disputa e abocanhar o posto do primeiro lugar entre os consumidores. A melhor estratégia, ou a mais sensata, para atingir este objetivo é ampliar o número de lojas e apostar que mais pessoas vão entrar e comprar. Muito bem. Mas para colocar este plano em prática, é preciso assinar muitos cheques e gastar dinheiro em infraestrutura, contratação de pessoal, ações de marketing, despesas comuns a qualquer rede comercial, certo? Não necessariamente, como mostra uma rede de supermercados da Coreia do Sul, a Homeplus, que pertence ao grupo britânico Tesco.

 
No fim de agosto, a marca abriu a primeira loja “híbrida” do mundo. Trata-se de um estabelecimento parte físico, pois é plenamente acessível do corredor de uma estação de metrô de Seul, parte virtual, pois os produtos não estão lá e sim nos armazéns da rede, prontos para serem entregues em casa.
 

Para viabilizar o projeto, foram colados displays enormes nas paredes da estação de Seonreung, e que expõem imagens das embalagens de 500 produtos, dentre os mais populares das lojas físicas. E, para realizar a compra, basta que o consumidor tenha em seu smartphone o aplicativo da Homeplus. Os próximos passos são escolher o que quer comprar, escanear o QR Code nas imagens e aguardar a entrega dos itens. Aqueles que registrarem seus pedidos até 13hs, terão suas compras entregues no mesmo dia.

A loja virtual fica “grudada” nas paredes do metrô por um período teste de três meses e, até agora, a reação do público tem sido mais do que positiva. Segundo a Tesco PLC, no fim de agosto, mais de 600.000 pessoas já haviam baixado o Homeplus App e as vendas online cresceram 200% em julho em comparação a abril de 2011.

A criação de todo o projeto foi desenvolvida pela agência de comunicação coreana Cheil Worldwide, e foi a vencedora do Festival de Criatividade de Cannes, realizado em julho deste ano.

 

Fonte: Exame.com
Imagem: Reprodução

 

#FF: Cláudia Neves

 

Conheci Cau no meu MBA e de cara já me identifiquei. Inquieta que nem eu, essa mulher linda tem um perfil empreendedor e agora comanda o blog de moda e comportamento www.bowlmix.com .

 

TDC: Como iniciou sua carreira? 

CN: Como sou formada em Jornalismo, comecei minha vida profissional sendo assistente de produção da TV Itapoãn (Record). Aprendi e amadureci muito lá e até hoje me lembro de momentos e situações que passei, que levo para minha vida! Mas não me encantei pela profissão e então resolvi mudar de área e fui trabalhar coordenando o setor financeiro administrativo de uma empresa de meu pai. Também não me encantei. Sempre fui muito inquieta, queria empreender, gosto do desafio, do novo, a calmaria me incomoda. Foi quando montei o Cais Dourado Eventos, e fiquei á frente durante 3 anos. Hoje, tenho uma empresa de eventos, a Novo Palco Eventos, e o bowlmix.com!! E amoooo o que faço!! Me encontrei!!

 

 TDC: Qual foi seu principal desafio ?

 CN: Foi o momento de implantação do Cais Dourado. Na cais eu fiz de tudo, desde a concepção do projeto, implantação do negócio, até colocar pra “rodar”. Foi talvez o maior desafio que tive até hoje. Tive que aprender a lidar com todo o tipo de gente, fornecedor que não aparecia pra montagem, cliente que não pagava, produtor que queria colocar o dinheiro da bilheteria no bolso e sumir no mundo… enfim, não foi fácil! Mas me fez amadurecer e aprender muito, hoje com certeza sou menos inocente do que já fui um dia. Também tive momentos maravilhosos, claro! Fizemos shows fantásticos como Maria Rita, O Rappa, os ensaios de Jau, várias festas eletrônicas com Dj internacionais… e o meu casamento, que foi lá! rs

 

  TDC: Como surgiu a idéia do Bowl Mix?

 CN: O Bowl Mix surgiu a partir de uma vontade de falar e compartilhar um pouco do meu mundo. E digo meu mundo porque são coisas que me interessam, sobre assuntos variados que poderiam também interessar outras pessoas. E funcionou! O BM vai fazer 4 mêses com 45.000 acessos no total. É o meu filhinho!

 

TDC: Como você enxerga a blogesfera atualmente ?

 CN: Enxergo como um meio de comunicação super importante e útil no mundo atual, no qual podemos interagir  e trocar experiências, que outro veículo não permite. É um setor da comunicação que tem crescido e ganhado cada vez mais força. Uma certa vez fui numa reunião com um cliente em SP que disse que parte da verba de patrocínio de uma grande empresa de perfumes para 2012, estava destinada aos blogs porque um estudo provou que foi o tipo de mídia que mais lhe deu retorno. É isso… o blog permite uma comunicação direta e certeira com o seu público alvo.

 

TDC: Como você se vê daqui a 10 anos?

 CN: Me vejo com uma família linda, dois ou três filhos (ainda não sei), meus pais, irmãos e amigos  por perto, e trabalhando sempre no que eu gosto. Pra mim, este é o verdadeiro sentido da vida!

 

TDC: Qual seu conselho para os jovens profissionais?

 CN: Sigam o seu coração e façam sempre o que vocês gostam, o que te dá prazer. Mesmo que demore a descobrir, tente, erre, recomece… Claro que sempre com muita persistência, determinação e garra… o resto vem!!

 

 

Marketing Pessoal

 

Um novo Aprendiz começa na tela da Record, comandado por João Doria Jr. O programa traz o empreendedorismo como pauta. Assisti as edições com Roberto Justus, principalmente as com universitários, tentando me preparar ao máximo para o concorrido mercado de trabalho e confesso que várias dicas foram valiosas, mas a principal delas é: Saiba fazer o seu Marketing Pessoal.

E quer exemplo melhor que o próprio Justus? Quem leu a sua biografia pode confirmar. Construir o seu marketing pessoal não é criar uma máscara ou interpretar, é se auto-conhecer. Saiba reconhecer suas potencialidades e fraquezas, para exaltar as coisas boas e trabalhar as não tão boas assim.

O próprio Roberto Justus afirma: “O melhor marketing pessoal que um profissional pode fazer, é entregar resultados surpreendentes.”

Karina Ribeiro, segundo lugar no Aprendiz 6, pode ser um grande exemplo dessa lapidação. Com um notável espírito de liderança, calma e pertinência mesmo nos momentos de stress, a jornalista chegou muito perto da vitória. Porém, após o apresentador solicitar que ela vendesse a adversária, convencendo-o a contratá-la, o ego falou mais alto, fazendo com que Karina ficasse visivelmente descontrolada. Essa situação mostra o quanto devemos nos conhecer e estar conectados com nossos valores pessoais. Ser sincero ou apenas finalizar com a frase “Não posso vender o que não compro” seria uma boa saída. Mas tudo é aprendizado, eu também aprendi com esse exemplo.

Você também acompanhou essa edição do Aprendiz? A Marina Erthal, vencedora do Aprendiz 6, conta o que aconteceu com os participantes depois do programa, no post “Por onde andam os Aprendizes?”.

 

 

 Imagens: Reprodução

#FF: Clarissa Medeiros

 
 
 
Queridos Trainees de Ceo do Rio Grande do Norte, aqui está uma representante a altura! Clarissa Medeiros, a Cacai, é um grande exemplo pra mim desde o curso que fiz na ESPM sobre Marketing de Relacionamento. Ela é uma verdadeira comunicóloga de sucesso, que transmite realmente o seu amor pela profissão. A KKI Agência é diferenciada desde o site, tem uma visão bem legal de marketing e publicidade, que faz tudo ficar bem divertido.
 
 
TDC: Como iniciou sua carreira?
 
CM: Comecei fazendo estágio. Desde meu primeiro ano de faculdade já trabalhei na área! E fiz as mais variadas coisas… Tudo que vc aprende um dia é útil!
 
 
TDC: Qual a principal característica para os profissionais de comunicação?
 
CM: Tenho um amigo que chama de “Pegada”. Eu chamo de “desenrolamento!” Hahaha
 
 
TDC: Como surgiu um conceito tão diferenciado quanto o da KKI Agência?
 
CM: Humm, boa pergunta! Acho que veio da minha vontade incontrolável de me divertir. Brindaceira. Acho que o conceito da KKi veio na verdade do não conceito. Adoro fazer as coisas do jeito que geralmente não são feitas.
 
 
TDC: Na KKi existem muitos profissionais da Geração Y? Como você os caracteriza?
 
CM:  Tirando eu e outro, acho que todo resto é geração Y. Mas mesmo nós da X, temos um pezinho na Y. Eles são dinâmicos, de fácil adaptação a mudança e pró-ativos.
 
 
TDC: Qual seu conselho para os jovens profissionais?
 
CM: Meta a cara, mergulhe de cabeça e não desperdice nenhum aprendizado. Ahh, mais um coisa, se divertir é melhor que ganhar dinheiro.
 

Mini CV (muito mini porque a Cacai realmente tem muita experiência)

Comunicação Social – Jornalismo (Conclusão 2000.1)Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN 

Publicidade e Propaganda (1994 à 1997 – incompleto)Universidade Potiguar – UnP

MBA – Marketing Estratégico (cursando)
FARN – Faculdade Natalense para o desenvolvimento do RN.

KKI.com.br
Agência de Comunicação Integrada
Função: Sócia Fundadora-Diretora de Criação (Desde 2002) 

RosaChoque.com (Setembro de 2003 a 2008)
Portal de Notícia – (www.rosachoque .com)
Função: Sócia-Diretora de Tecnologia e Editora 

Rotary Club Natal Potiguar
Diretora de Relações Públicas e Marketing (Gestão 2009/20010) 

Rotary Club Natal Tirol
Presidente (Gestão 2010/2011)

EDTED – Salvador

por Vitor Gouveia

O Encontro de Design e Tecnologia Digital (EDTED) é um evento nacional que ocorre todo ano, onde profissionais na área de design e internet em geral cedem um espaço em sua agendinha para um bate-papo muito produtivo com estudantes, colegas de profissão ou entusiastas do tema. No último sábado (05), ocorreu a edição do EDTED aqui em Salvador, com a participação de uma equipe muito bem gabaritada de palestrantes tanto daqui quanto de outros estados.

Concordemos que um circuito de palestras não é a maneira mais tradicional de se passar um sábado em Salvador, mas este é o tipo de evento que realmente vale o esforço de quem trabalha na área de internet (e uma vez que a chuva frustrou a sua querida e prometida praia e o jogo do Bahia era apenas de noite, nada mais válido do que prestigiar o evento).

O EDTED foi dividido em 3 espaços, sendo eles “Design e Marketing”, “Tecnologia e E-Commerce” e “Business”, divisão essa que me pareceu extremamente satisfatória, agradando uma ampla variedade do público que compareceu ao evento. Devo tirar um espacinho nessas linhas para elogiar a organização do evento: Embora tenha sido pequeno, o mesmo esteve muito bem estruturado, ocorrendo poucos atrasos entre as palestras, stands bem arrumados e profissionais sempre disponíveis para esclarecer suas dúvidas (ah, e os salgadinhos e docinhos estavam nota dez!).

Como assisti as quatro palestras do palco de Design e Marketing, e 15 minutinhos da última palestra de “Tecnologia e E-Commerce” minha opinião em relação às palestras vão até as mesmas. Devo dizer, entretanto, que obtive a opinião de outras pessoas que compareceram a outras palestras e o consenso é que não houve grandes diferenças de qualidade entre os palcos.
continue lendo »

RX da tecnologia na Saúde

 

A tecnologia auxilia a vida de vários profissionais e conquistou de vez um dos setores mais tradicionais: o da saúde. Os médicos correm contra o tempo, tem alto interesse por tecnologia e poder de consumo. Esse perfil fez com que virassem alvo de novos aplicativos que chegam no mercado.

O mercado de TI cresce em média 10% ao ano, de acordo com a consultoria IDC e tamanho crescimento precisa de profissionais, por isso 8 em cada 10 estudantes abandonam a graduação de informática antes do término do curso. É a famosa relação da oferta e da procura. O poder da tecnologia na área da saúde gerou um novo tipo de mercado dentro da TI, denominada Informática Biomédica. O curso de graduação já existe na FUVEST e engloba as Ciências da Computação, Biológicas e da Saúde. Esse profissional, além de desenvolver softwares para hospitais, clínicas e centros de pesquisa, também lida com Banco de Dados e criação de equipamentos.

A febre dos Apps também chegou para a medicina, um exemplo simples é o MóbileCare desenvolvido pela MTM Tecnologia em parceria com a TIM. O aplicativo permite que os médicos estreitem o relacionamento com os pacientes através de lembretes para consultas pelo SMS e acessar a biblioteca médica da AMB, CBHPM, TUSS e CID-10 pelo celular. Além disso, os profissionais podem calcular valores a serem recebidos pelos procedimentos médicos realizados.

Até o dia 31 de Março de 2012 o MóBileCare estará disponível gratuitamente para Iphone e BlackBerry Curve 8520, mas após essa data, passará a custar R$9,99 por mês.

 Imagem: Reprodução

 

 

#FF: Michel Krieger

Paulistano de 25 anos, esse jovem profissional é exemplo de determinação. Ele é um dos fundadores do Instagram, um dos aplicativos mais famoso da Apple Store.

Michel já via o promissor mercado de TI desde novo. Com 18 anos, foi para os Estados Unidos para cursar Symbolic Systems (ciência da computação + design) na faculdade de Standford. Em 2010, Michel e seu sócio Kevin, tiraram a idéia do papel, e com um investimento de 50.000 dólares vindo de investidores, lançaram o Instagram. Em 01 semana já tinha 100.00 de usuários, amantes da fotografia digital. Já em 2011, receberam 7 milhões de um conselheiro do Facebook. Acaso? Não mesmo,um exemplo perseverança e trabalho.

Vamos aguardar o novo modelo de negócio que está por vir para esse aplicativo.

 Imagem: Reprodução